quinta-feira, 28 de julho de 2011

Para sempre.


Um dia me perguntaram assim “Ayrton, me diz por quem tu tens coragem de morrer?” eu pensei em quatro pessoas, duas são minha mãe que eu amo muito e o meu pai que eu amo mais ainda, e as outras duas pessoas são os meus queridos irmãos. Sei que a gente briga muito, mas me diga se existe uma família que os irmãos não brigam, não existe. O que eu to querendo dizer é que independente das brigas eu vou está sempre aqui para morrer e matar por eles dois, eu amo muito eles, e eles sabem disso, obrigado por vocês dois Arthur e Neto estarem aqui comigo nessa caminhada, obrigado por diversas vezes livrarem minha pele de problemas, e podem ter certeza que eu vou está aqui pra livrar a de vocês, amo muito vocês obrigado por ser quem vocês são e eu amo muito vocês. 

Obrigado meu coroa! :D


Eu sei que quando fico em casa de castigo a culpa é minha, sei que o senhor faz isso pra me proteger e me ensinar a viver. Nunca reclamo sabe pai? Eu sei que isso tudo vai me fazer bem no futuro, o meu maior erro todos os dias é não dizer várias vezes que eu te amo e sempre vou te amar, independente do que aconteça ou que caminho a gente venha a tomar, quero que o senhor saiba que eu sempre vou está do seu lado, sempre lhe abraçando, dando carinho e tudo o que o senhor mereçe, sem contar com todo o amor que eu sinto pelo senhor, obrigado por existir e ainda mais obrigado por ser meu pai e me ensinar a viver.